Connect with us
(Foto: Filippe Araújo)

Listas

Aproveitando o frio, supermercado em Anápolis lança promoção de vinhos

Quem comprar uma garrafa nacional ou importada vai poder levar outra com 30% de desconto

Uma das alternativas para se esquentar quando o tempo está mais frio é tomando um bom vinho. Por isso, a venda da bebida aumenta quando as temperaturas estão mais baixas.

E para ajudar a manter o estoque renovado, e aquele vinho especial na adega, o Bretas prepara uma promoção especial de sexta-feira (23) a domingo (25). Na compra de segunda garrafa do mesmo vinho, a segunda unidade tem um desconto especial de 30%.

Ao todo são mais de 500 vinhos nacionais e importados com desconto, como os rótulos das vinícolas Concha y Toro, Cousino Macul, Santa Rita, Santa Ema e Don Valentim. O desconto só é válido para mesmo rótulo, quantidade e tipo de uva.

Mas chegar a um supermercado e ter que escolher um vinho sem entender do produto pode ser uma tarefa complicada. Para facilitar a vida dos clientes, o Gestor da Categoria de Vinhos do Bretas, Thiers Bueno, reuniu dez dicas para facilitar a vida de quem está na adega de um supermercado. Vamos lá?

1 – Quanto mais antigo melhor o vinho?

Isso não é verdade. Há vinhos que devem ser consumidos ainda jovens e não devem permanecer por muito tempo na garrafa, principalmente se expostos a muita luz e armazenados em ambientes quentes.

2 – Quanto mais caro melhor o vinho?

Não é verdade. Existem ótimos vinhos com preço baixo. Porém, se o consumidor apostar em uma bebida mais cara, obrigatoriamente tem que levar um produto superior para casa.

3 – Muitos vinhos têm selos de premiação no rótulo. Isso é sinônimo de comprar uma boa bebida?

Pode ser. Hoje há muitos concursos de vinhos por todo o mundo. Alguns mais respeitados e outros menos. Se o concurso for confiável, sem dúvidas, é uma boa pista que o consumidor levará para casa um ótimo produto.

4 – A graduação alcoólica interfere na qualidade do vinho?

Não interfere. O mais importante é o equilíbrio do teor álcool e acidez, porém isso é uma obrigação do produtor que o consumidor não deve se preocupar. Quem vai degustar o vinho deve dizer somente se gosta ou não do produto.

5 – Muitas pessoas não gostam de vinhos ácidos. Como evitar esta escolha?

No rótulo, isso não é informado. Somente se o consumidor conhecer as regiões onde o vinho é produzido. Em geral, os vinhos brancos e verdes têm um teor de acidez mais elevado.

6 – Alguns vinhos levam no verso informações gustativas e tipos de alimentos com os quais eles harmonizam. Esses dados ajudam na escolha?

Sim. Trata-se de uma tendência recente dos produtores que auxilia muito os clientes na hora de tomar a decisão.

7 – Rolha de cortiça, sintética ou tapa de rosca metálica. Qual é a melhor?

Definitivamente, não é o tipo de rolha que indica a qualidade do vinho. Existem ótimos vinhos com rolha sintética e tampas de rosca metálica, por exemplo. Hoje, as modernas técnicas de vinificação e amadurecimento proporcionaram alternativas para o lacre da bebida.

8 – O que observar na garrafa antes de colocá-la no carrinho de compras?

Primeiramente, o estado de conservação do lacre e da rolha. A rolha não pode estar saltada. Confira se a garrafa está cheia, já que um espaço livre muito grande entre a rolha e o líquido pode ser sinal de vazamento.

9 – Antes de servir, devemos colocar o vinho na geladeira?

Temperatura é item fundamental. Não se deve servir um vinho muito gelado, já que as papilas gustativas se fecham, impedindo a pessoa de sentir o sabor. Se a bebida for servida a uma temperatura superior a 18 graus Celsius, o sabor do álcool vai se sobressair. O ideal é que o vinho tinto esteja entre 14 a 18 graus Celsius e os demais tipos, entre 6 e 10 graus.

10 – Depois de aberto o que fazer?

O vinho branco deve ser consumido em até três dias, já o tinto em cinco dias, caso contrário, não é mais recomendado o consumo. O ideal é guardá-lo em local de temperatura amena, com baixa luminosidade. Vinhos com rolha de cortiça devem ficar na horizontal, para que a rolha fique sempre úmida. Hoje, é possível comprar bombas que retiram o ar da garrafa, preservando as características originais do vinho já aberto por mais tempo.

teamoanapolis@portal6.com.br

Mais Listas

Agenda Cultural

Listas

Subir